Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



PS PORTO: António Costa começa pelo Norte

por José Pereira (zedebaiao.com), em 04.06.14

Desejo que saibam acolher todos os candidatos com serenidade e camaradagem. Que não se volte a fazer aos outros aquilo que não gostamos que nos tenham feito a nós ou que injustamente constatamos ter sido feito aos outros. Saibamos distinguir bem a amizade ou vizinhança, das opiniões, apoios ou opções políticas. Que a ambição pessoal nunca seja superior à qualidade e capacidade de liderança nem cegue a inteligência que, consciente ou inconscientemente, leva alguns líderes partidários a seguir uma via sectária e a colocar os interesses pessoais acima das organizações políticas e mesmo acima do supremo interesse da causa e da coisa pública ou mesmo de Portugal.

 

O PS sempre foi, é e deve continuar a ser uma organização política de homens e mulheres responsáveis, que devem saber saber estar, não só ao serviço de qualquer organização partidária, interesse ou lugar, mas ao serviço de um país e de todas as pessoas, sempre empenhados na construção de uma sociedade livre, igualitária, solidária, economicamente mais justa e socialmente mais desenvolvida.  

 

Continue a subscrever a petição e a deixar os seus comentários, ideias e sugestões, os quais serão consolidados neste blogue e os mais recentes deixados nos links que se seguem.

Todos estes cometários e sugestões estão a ser remetidos os dirigentes partidários federativos e nacionais, sendo ainda, em momento próprio, remetidos aos resptivos candidatos à liderança do PS:

 

ASSINE A PETIÇÃO DOS SOCIALISTAS DE BASE AQUI

 

VEJA OS COMENTÁRIOS AQUI

 

SIGA A PÁGINA DE APOIO À CANDIDATURA 

 

candidatura ps partido socialista antónio costa e josé seguro

Atendendo a que a maior quota parte de (i)responsabilidade tem sido nossa (SIM, NOSSA, OU SEJA, MINHA E SUA) e não deles, temos agora o dever cívico e político de lutar e trabalhar para conseguirmos os melhores fins, não só para o PS, mas para todos os movimentos e partidos, para a democracia, para os portugueses, para Portugual e para a Europa.

 

Lembrem-se que os partidos são organizações políticas de homens e mulheres livres que devem saber estar, não só ao serviço de qualquer organização partidária, interesse ou lugar, mas ao serviço de todas as pessoas e empenhados na construção de uma sociedade livre, igualitária, solidária, economicamente mais justa e socialmente mais desenvolvida.  

 

Lembrem-se que o Partido Socialista considera-se herdeiro e representante de um grande movimento social e político que, a partir dos meados do século XIX, conduziu a luta por sociedades mais justas e solidárias. Lembrem-se que o PS considera que a democratização é um processo contínuo. Por isso, respeitem-se para nos respeitarem e serem respeitados.

  

Lembrem-se que a acção cívica e política do PS está enquadrada na sua declaração de princípios e nas moções aprovadas nos Congressos Nacionais e não dependente de um qualquer líder ou grupo de interesses.

 

O despoletar destes desassossegos, primeiro, relativos à necessidade de um debate aberto, plural e frontal e, segundo, com vista ao reforço da liderança e da coesão do PS, para além de deixar agora o Secretário-Geral (José Seguro) e demais apoiantes, livres para se decidirem ideologiamente e até afrontarem aqueles que apelidaram durante três anos de "socráticos" ou de fracos "camaradas socialistas", vem ainda desencadear um processo de esclarecimento e de definição relativamente à orientação ideológica, estrutural, organizacional e de governança que já deveria estar determinada há muito.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens



Junte-se a nós no Facebook

Please wait..15 Seconds Cancel

Calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930